Anúncios
Skip to content

Olha que lindinho!!!

Um dos menores sapo do mundo:


Descoberto nas florestas da Ilha de Bornéu, no sudeste asiático, em meio as plantas carnívoras o menor anfíbio do mundo. Esse é um adulto, do tamanho de uma ervilha, e tem entre 10,6 mm e 12,8 mm.

Os cientistas chamaram de Microhyla nepenthicola, o sapinho e descobriram que ele deposita seus ovos nas laterais da planta carnívora e os girinos crescem no líquido acumulado no interior da planta.

Por serem tão pequeninos foi difícil de descobri-lo. O sapinho foi monitorado pelo coaxar ( que é o “canto ” característico do macho dos sapos chamando as fêmeas) que começa ao entardecer próximo das plantas carnívoras.

Tem ainda muito o que se estudar sobre essa espécie. E imagina a quantidade de espécies que não conhecemos e que irão se extinguir antes que tenhamos tempo de conhecer.

Lembre-se que os sapos estão entrado em extinção talvez pelo aquecimento global. Então, viva a descoberta.

Anúncios

Filo dos Platelmintos

Notas de Aula para o Ensino Médio

Sub Reinos Parazoa e Eumetazoa

Parazoa

Composto de animais invertebrados muito simples do Filo Porífero. É o mais primitivo dos animais que vivem na Terra. Não possuem tecidos e suas células têm muito pouca especialização.

São aquáticos podendo viver em água doce ou marinha  e vivem da linha da maré até mais ou menos 5.500 m de profundidade. Seu maior representante está nas esponjas do mar.

A sua simplicidade é tamanha que se trituradas , as  células das esponjas podem se reorganizar em outro indivíduo.

São sésseis.

Eumatazoa

 

São chamados de animais “verdadeiros”.  Aqui neste reino está o Filo dos Cnidários.

Já têm uma certa especialização de tecidos, porém não possuem órgãos. Possuem simetria radial e são os primeiros animais com cavidade digestiva.

Podem ser sésseis ou nadantes. Estão aqui a água viva, a anêmona do mar e os corais.

Para saber mais …

Poríferos

Poríferos e Cnidários

Endotérmicos e Ectotérmicos

Dois termos muito estranhos esses , né ? Mas a idéia é muito simples. São duas formas de classificar os seres vivos.

Continue Reading →

Schistosoma – Ciclo de Vida

O Schistosoma é um gênero dos Platelmintos e é responsável pela esquistossomose. Essa doença atinge milhares de pessoas no Brasil, causando a morte.

O Ciclo de Vida do Shistosoma é assim:

  1. Se inicia em um caramujo- são os hospedeiros intermediários- que vivem em ambiente aquático ( água doce).
  2. No caramujo multiplicam-se assexualmente os esporocistos ( unicelular), depois esses amadurecem e se transformam em cercárias (pluricelular). Que abandonam o caramujo e caem na água.
  3. As cercárias ao encontrarem o Homem, entram pela pele ou mucosas e viajam pelas veias até o coração. Passam para os pulmões e se fixam lá.
  4. Após alguns dias se desenvolvem em sua forma jovem, liberam-se e migram pelas veias pulmonares, coração e artéria Aorta e depois se alojam no fígado. Lá elas amadurecem para as formas sexuais – masculina e feminina em indivíduos separados.
  5. Ocorre então o acasalmento ( reprodução sexuada). Assim, depois do acasalamento, a fêmea e o macho migram juntos (a fêmea no canal ginecóforo do macho), contra o fluxo sanguíneo (migração retrógrada).
  6. Acabam nas veias mesentéricas do fígado, onde passam anos colocando os seus ovos, que fazem uma viagem de volta para o intestino e são lançados ao meio ambiente, com as fezes. Na água doce, encontram o caramujo…

Assim, o Ciclo se reinicia!

ciclo

Poríferos e Cnidários

Aula Síntese

Para os alunos que ainda não fizeram todo o resumo dos Filos Porifera e Cnidaria , estou colocando a disposição os slides. Para ficar mais fácil separei em dois grupos. Vamos lá ?

Porífero:

Cnidário:

%d blogueiros gostam disto: