Anúncios
Skip to content

Professores, Muita Atenção!

Acho que a gente dá um passo pra frente e um para trás em educação. Mas agora,… podemos dar dois passos para trás.

Um projeto de lei apresentado em novembro último à Câmara dos Deputados e no qual se propõe a inserção da “doutrina criacionista” na grade curricular das redes pública e privada de ensino do país, como alternativa ao ensino da “teoria do evolucionismo”.  O Criacionismo e o Evolucionismo seriam tratados como pares científicos, olha só que perigo. O projeto de lei 8099/2014 é de autoria do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), pastor do Ministério Catedral do Avivamento.

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) reagiu prontamente e de forma contrária à proposta apresentada por Marco Feliciano. Também o fez a Associação Brasileira de Ensino de Biologia (Sbenbio) e a Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (Abrapec).

O que temos que preservar é a crença do aluno por aquela ou outra religião ( o Criancionislmo é a crença, não há como ser comprovado pela Ciência). A teoria da Evolução é passível de comprovação, estudos, experimentos… são feitos para comprovar essa teoria. Colocar em pé de igualdade as duas é um mal feito enorme.

Segundo a SBPC:

a proposta contém equívocos graves e argumentos falsos, entre os quais a ideia de que, ao se tornar obrigatório o ensino do criacionismo nas escolas da rede pública e privada, “a liberdade de crença dos alunos” estará sendo preservada.

Ao contrário disso, a SBPC entende que, ao se introduzir a obrigatoriedade do ensino do criacionismo nas escolas, se estará violando a liberdade de crença daqueles alunos que não compartilham da crença criacionista, mas estarão obrigados a estudá-la.

Outro equívoco também apontado pela SBPC no projeto de lei apresentado por Feliciano é a tentativa de equiparar a teoria da evolução e o criacionismo, conferindo-lhes um mesmo status cognitivo e considerando-os visões de mundo opostas e excludentes, a ponto de serem apresentadas e discutidas conjuntamente, por exemplo, nas aulas de ciências.

“A teoria da evolução não é crença, é ciência” e “o criacionismo não é ciência, é crença”, esclarece a SBPC em sua carta aos congressistas.

Leia a carta da SBPC aqui: Carta SBPC

Anúncios

O pássaro Cuco e sua estratégia

Talvez só a sua mãe ou pai saibam do que estou falando. Antigamente, havia um relógio de onde sai de hora em hora um pássaro esculpido em madeira que imanava o pássaro Cuco. Estes relógios foram apelidados de relógio Cuco.

relogio-cuco-mexe-bico-asas-passaros-cauda-som-14706-MLB20089009517_052014-O

cuco (Cuculus canorus) é um pássaro pertencente à ordem Cuculiformes e família Cuculidae. Possuem um canto várias vezes repetido, que pode ser ouvido a 1 km de distância. No hemisfério norte, ele saúda a chegada da primavera, época em que esse pássaro voa para o norte da Europa ou da Ásia, à procura de uma companheira. Fora da época do acasalamento, o cuco leva uma vida solitária.

Mas esse pássaro possui uma estratégia de reprodução um tanto o quanto interessante. A fêmea do cuco, que é um animal ovíparo (todas as aves são), põe seu ovo no ninho de outro passarinho, e para isso ela tira um dos ovos do ninho e come, e no lugar põe o seu ovo. As vezes, quando o ninho é muito vigiado, aproveita o menor descuido e lança seu ovo de uma certa distância. O objetivo disso é que outra família de passarinhos crie seu filhote.

Cuculus canorus - ovo

Olha que esperto: a fêmea, ao colocar o ovo em outro ninho, fica livre da obrigação de chocar e alimentar o seu filhote. Assim, ela pode entrar em outro ciclo de fertilidade e colocar outros ovos em outros ninhos!

Mas não para por ai:

Quase sempre, os ovos dos Cucos são parecidos com os das espécies que parasitam. O bebê cuco demora 12 dias pra nascer e, com 8 a 10 horas de vida, as crias de Cuco expulsam do ninho os ovos ou as crias que ja estavam no ninho, ficando sozinho, tem mais espaço e os pais “adotivos” tem mais facilidade para alimentar uma única cria, que quase sempre é bem maior do que eles mesmos.

Com 19 dias de vida os filhotes de Cuco estão prontas para abandonar o ninho. Reproduzem-se pela primeira vez com um ou dois anos de idade.

cuco1

As vezes nascem 2 cucos ao mesmo tempo e no mesmo ninho – de ovos postos por 2 fêmeas – e a luta pelo lugar acontece de uma forma muito mais violenta porque ambos são possantes e determinados, podendo ocasionar a morte dos dois por cansaço.

Por mais chocante que seja é uma estratégia de evolução desta espécie e não adianta achar injusto, essa é a natureza.

Um pouco de Neandertal em nós

Pesquisa revela que mais de 20% do DNA do hominídeo extinto sobrevive nos homens

0,,21511669,00

As novas pesquisas mostram que cerca de 1% a 3% de nosso genoma tem um pouco do DNA do Homo neanderthalensis,o homem de Neandertal, que viveu e conviveu com a gente mais ou menos a 29.000 anos atrás. Estes nossos “primos”eram bem adaptados ao frio e não sobreviveram as mudanças dos últimos anos. 

As provas que conviveram e se relacionaram com a gente são bem fortes. Nossos antepassados trocaram tecnologia e até genes com eles. Os Neandertais eram capazes de produzir ferramentas de pedra bem características, chamadas de cultura musteriense. Viviam em núcleos familiares pequenos.

Mas o que sabemos deste grupo de hominídeos?

  1. Houve cruzamento entre os neandertais e o homem moderno?  Sim. De acordo com João Zilhão, arqueólogo português e pesquisador da Universidade de Barcelona, isso está provado pela anatomia de fósseis dos primeiros europeus da época posterior ao primeiro contato com o homem moderno. Esses fósseis apresentam alguns traços característicos dos neandertais. Além disso, mais recentemente, o cruzamento também foi comprovado com a comparação do genoma de um neandertal com o de indivíduos atuais de vários continentes. Essa comparação evidencia que a contribuição neandertal para o genoma humano persistiu até o presente e em porcentagem significativa.

  2. Os neandertais foram dizimados pelo homem moderno? Não se sabe ao certo por que os neandertais desapareceram da Terra há 30.000 anos. Algumas hipóteses, não excludentes, são epidemias, catástrofes naturais ou o extermínio por outras populações. O que se sabe é que os neandertais foram assimilados pelos homens modernos, por meio de cruzamentos, e sucedidos pelas populações originárias de África que ocuparam gradativamente a Europa e Ásia a partir de 50.000 anos atrás.

  3. Só o homem moderno desenvolveu pensamento abstrato? Não. Os neandertais também exercitavam o pensamento abstrato e faziam uso de símbolos. Eles enterravam os mortos, usavam objetos de adorno pessoal, pintavam os corpos com tintas minerais, usavam utensílios de osso e marfim com marcas decorativas abstratas e desenvolveram uma sofisticada tecnologia do fogo. Essa técnica incluía a fabricação da mais antiga matéria-prima artificial da humanidade – uma resina utilizada para fazer tinta – através de processos que só encontram equivalente nos fornos de cerâmica do Período Neolítico, muitos milhares de anos depois.

  4. Quais traços o homem moderno compartilha com os neandertais?  O homem moderno de 50.000 anos atrás tinha uma organização social, uma economia e uma cultura em tudo semelhantes com os neandertais. O homem moderno atual é, evidentemente, muito diferente: privilegia a acumulação de conhecimentos e desenvolvimentos tecnológicos e científicos.

  5. Qual era a aparência dos neandertais? Eram “gente como a gente”, salvo pequenas diferenças (o formato do queixo e a robustez das têmporas) dentro da margem de variação da humanidade atual. Provavelmente, seus cabelos também exibiam as mesmas variações de tonalidades que os do homem moderno. Os cientistas já fizeram experiências como atores maquiados como neandertais. A trupe passeou pelas ruas de grandes cidades e ninguém notou diferença.

    homem-neandertal-lista-10-20110929-size-620

A Hipótese do Macaco Aquático

Você já ouviu falar nessa hipótese? Acho que ela é um tanto sensacionalista e falta comprova-la, mas … Vamos ver!

A minha amiga Karlla Patrícia Silva escreveu sobre essa hipótese de maneira simples em seu Blog Diário de Biologia. Leia o que ela escreveu em resposta aos seus leitores:

Hipótese do Macaco Aquático: o homem pode ter realmente vindo de um ancestral aquático?

As penas dos Dinossauros e o voo

Muitos fósseis de Dinossauros foram encontrados com penas e muitas penas foram encontradas fossilizadas em âmbar ( um tipo de resina). E isso fez com que os cientistas descobrissem várias coisas.

110916122831_ambar4001

Penas preservadas em âmbar

A primeira ideia que temos quando falamos de penas é do voo. E ai, você vai pensar: “Os “Dinos” voavam?” Imagina aqueles bichos enormes voando? Se a ideia é maluca, vamos pensar para que serviam as penas nos dinossauros.

Na natureza nada aparece sem um fim. Ter penas requer uma certa dose de energia do corpo para mantê-las. As penas, nas aves atuais, servem para algumas coisa: ajudar no voo, manter a temperatura do corpo e atrair as fêmeas. Como o corpo dos dinossauros não é leve o bastante para voar, ficaremos com as outras duas “utilidades” das penas.

Alguns dinossauros viram descobertos com bastante alimento em seu estômago, o que sugere que esses animais eram endotérmicos. Animais endotérmicos tinham que manter a sua temperatura, teriam que ter um isolamento térmico. Pronto as penas poderiam ajudar.

Mas as penas encontradas no âmbar, preservaram organizas chamadas de Melanossomas, que produzem pigmentos. Para que dar cor as penas que só serviriam de isolante térmico. Não pense você que os dinossauros gostavam de cobertores coloridos, nada disso! Era para o macho atrair as fêmeas, como o pavão macho que ostenta  a calda para atrair as fêmeas.

Alguns dinossauros só tinham penas  coloridas nos membros anteriores e isso sugerem mais ainda que as penas eram usadas para atrair as fêmeas.

É importante saber que alguns dinossauros podiam planar de uma árvore para outra, tinham penas quase iguais aos pássaros. Então, quando você observar um pássaro, lembre dos “dinos penosos”!

 

#SomosTodosMacacos: Você entende realmente o que é isso?

Um acontecimento  nos pegou essa semana: Um torcedor jogou uma banana no campo de futebol para o jogador Daniel Alves. Pura manifestação de racismo e com elegância o jogador pegou a banana,e, comeu!

Outro jogador brasileiro, Neymar, lançou a seguinte “hashtag” : Somos Todos Macacos. Que se espalhou feito vírus por todo canto. Eu mesma compartilhei e agradeci ao Darwin ( grande Darwin) por isso. Mas será que todos entenderam o que quer dizer isso?

Vamos lá para a evolução. 

Nossa filogenia  nos conta que somos realmente parentes. Nosso código genético é bem parecido. O ser humano e o chimpanzé têm 98 % de similaridade genética. É tão parecido que algumas doenças nossas, como o sarampo, podem contagiar os nossos primos chimpanzé. Outros parentes próximos são o Golrila e o Orangotango. 

chimp4

Mas se você acha que os macacos, como o Chimpanzé, são nossos ancestrais; para tudo.

Atualmente sabe-se que a espécie humana descende de uma família de primatas chamada Hominidae e, atualmente, é a única espécie desta que existe. Fósseis muito contribuem para documentar a história de um grupo e, com o auxílio destes, podemos confirmar que espécies deste grupo taxonômico habitaram várias regiões e épocas diferentes e que algumas espécies distintas da família coexistiram na mesma época.

Chimpanzés são hoje os parentes mais próximos da espécie humana, que divergiram de um mesmo ancestral há mais ou menos 125.000 anos atrás.

Assim, fica clara uma diferença básica entre o pensamento de Lamarck e Darwin: Lamarck acreditava que a complexidade dos seres seguia uma lógica linear e progressiva: do ser menos ao mais evoluído – este, no caso, o ser humano. Para Darwin, todas as espécies atuais seriam as mais evoluídas de suas linhagens e, nesta linha, nenhuma espécie vivente no momento seria mais ou menos evoluída que outra.

Veja a árvore abaixo:

arvore_filogenetica_cronograma

 

Então, agradeço ao Daniel Alves e Neymar pela oportunidade de falar em Evolução.

E agora: Somos Todos Macacos ?

A Fêmea tem Pênis ?

Charles Darwin dizia que a grandeza da vida ao criar “infinitas formas”, referindo-se à capacidade da natureza de forçar o aparecimento das mais distintas e estranhas espécies. E é isso que a nova descoberta feita no Brasil vem nos mostrar. Uma espécie de inseto do gênero Neotrogla que as fêmeas estruturas semelhantes a pênis e os machos apresentariam aberturas equivalentes a vaginas.

18093948286005

A descoberta foi feita em 2012, o biólogo Rodrigo Lopes Ferreira, da Universidade Federal de Lavras, em Minas Gerais, descobriu uma característica inédita em uma espécie de inseto que vive em cavernas no norte do estado. A espécie é Neotrogla brasiliensis. 

Durante a sua vida, as fêmeas Neotrogla podem adquirir vários espermatóforos. Observamos também que as fêmeas consumiram o conteúdo dos espermatóforos após o primeiro ato sexual, mas antes de produzirem ovócitos maduros, o que sugere que provavelmente o conteúdo dos espermatóforos é usado tanto para a nutrição como para a fertilização”, lê-se no artigo.

A duração da cópula nestes insetos poderia vir no Livro Guinness dos Recordes, já que se prolonga durante 40 a 70 horas. “Ainda não sabemos por que é que a cópula demora tanto tempo. Talvez o transporte da massa de esperma seja demasiado lento, ou a fêmea tenha de ‘convencer’ o macho a descarregar o máximo de material nutritivo”, sugere Charles Lienhard. “Com os genitais invertidos, a fêmea tem provavelmente mais ‘poder’ sobre o macho, ela pode segurar o macho com o seu pênis espinhoso durante o tempo que quiser.”

Para os biólogos essa maravilha mostra com Charles Darwin estava correto ao nos mostrar que  a variedade de formas de vida é infinita.

18094108486007

 

Aye aye

aie-aie, também ai-ai ou aye-aye (Daubentonia madagascarienses, anteriormente Chiromys madagascarensis) é um primata endémico de Madagáscar. Parente dos lémures, é um primata.

Tem hábitos noturnos e tem hábitos alimentares variados,  se alimenta de larvas, frutas, ovos…

Veja o vídeo de como esse animal feinho caça:

 

Aniversário de Charles Darwin

Quase ia esquecendo!

Na data de hoje , em 1809, nascia Charles Darwin.

Parabéns!

darwin4

Evolução

Esse vídeo faz parte do acervo Khan Academy. Tem vídeos muito legais lá ( vale a pena dar uma olhada) e, como sempre,  é bom rever a ideia de evolução e seleção natural, veja esse.

Para as primeiras aulas de Biologia esse vídeo é fundamental.

Notas de Aula - Ensino Médio

%d blogueiros gostam disto: