Anúncios
Skip to content

O que são Tecidos?

Uma resposta bem rápida para os meus leitores.

O objetivo deste vídeo é responder somente essa pergunta. Se quiserem se aprofundar, peçam nos comentários.

Anúncios

Qual é a diferença entre Soro e Vacina?

Muitos me pediram essa diferença. E é importante entender para não ocorremos em erros graves, que por vezes invadem a grande mídia. Então, vamos facilitar as coisas:

VACINA - 3

Soros e vacinas são preparados que têm o objetivo de proteger o corpo contra o ataque de agentes invasores causadores de doenças (microrganismos ou substâncias tóxicas), denominados, de forma geral, de antígenos.

Mas as vacinas contêm antígenos inativados ou atenuados, que atuam estimulando o corpo a produzir uma resposta imune específica, de acordo com o agente invasor. São microorganismos ( vírus ou bactérias) “bem fraquinhos” que não causam a doença, mas têm o poder de criar uma memória imunológica no nosso corpo, de maneira que quando formos expostos a um microorganismo ativo, o organismo “saiba o que fazer.”

o soro são substâncias que contém anticorpos prontos para combater uma doença, toxinas ou venenos (de cobra, por exemplo). Ele é utilizado em casos em que o organismo não conseguiria produzir anticorpos específicos a tempo de combater o agente invasor. Eles atuam como medidas curativas, o que é considerado imunização passiva. É como se injetássemos no corpo do paciente “soldados” já preparados para o combate.

Dessa forma, ninguém toma vacina para curar uma doença. Você pode achar que estou inventando, mas já li em Jornais que os cientistas estão criando uma “vacina para curar a AIDS!” Vacina é prevenção. Já o Soro é um tipo de cura, uma vez que o organismo j[a está exposto ao antígeno e precisa de um combate rápido.

Assim, enquanto as vacinas contêm antígenos e induzem o organismo a produzir anticorpos, os soros já contêm anticorpos prontos. As vacinas, graças às “células de memória”, que podem garantir uma imunidade duradoura; os soros curam a doença, proporcionando uma proteção rápida, mas temporária.

soros

Pleiotropia e Interação Gênica

Os genes carregam informações sobre o ser vivo. Cor dos olhos, formato do nariz, cor do cabelo… são exemplos destas características que estão no nosso DNA. Alguns genes são responsáveis por uma só característica, porém outros genes funcionam juntos para dar uma característica. Ou um gene pode trazer mais de uma característica.

Vamos ver como isso acontece ?

A Pleiotropia é a denominação utilizada para definir o estado de um gene, quando esse possui mais de uma atuação sobre o fenótipo, ou seja, é um mecanismo genético controlador de várias características a partir da expressão de um único gene. A palavra Pleiotropia vem do grego, pleion = mais numeroso e tropos = afinidade, isso quer dizer que  um par de genes alelos condiciona o aparecimento de várias características no mesmo organismo.

Um exemplo de pleiotropia é:

existem as duas variedades de cebola: a branca e a avermelhada. A avermelhada é resistente ao ataque de um determinado fungo parasita, enquanto que a branca não é. Estudos mostraram que um único gene recessivo era, em condição homozigótica, o responsável pela manifestação desses dois caracteres: cor vermelha e produção de substâncias que impedem a fixação do fungo parasita, configurando um caso de pleiotropia.

Mas a maior parte das características dos seres vivos resulta da ação de diversos genes, que interagem na determinação desta ou daquela característica. Quando dois ou mais genes, localizados ou não no mesmo cromossomo, agem conjuntamente na determinação de uma característica, fala-se em interação gênica.

Um exemplo de interação gênica É :

Periquitos australianos apresentam grande variedade de cores na plumagem. No entanto, na determinação das cores básicas da plumagem – verde, azul, amarela e branca – estão envolvidos dois genes principais: A/a e B/b.

Periquitos homozigóticos recessivos (aabb) apresentam cor branca; periquitos homozigóticos recessivos aa, mas que possuem ao menos um alelo dominante B(aaBB ou aaBb), são amarelos; periquitos homozigóticos recessivos bb, mas que possuem ao menos um alelo dominante A (AAbb ou Aabb), são azuis; periquitos que apresentam pelo menos um alelo dominante de cada gene (AABBAABb,AaBB ou AaBb) têm cor verde.

O cruzamento de periquitos duplo heterozigóticos (AaBb) produz quatro tipos de descendentes: verdes (A_B_), azuis (A_bb), amarelos (aaB_) e brancos (aabb). A proporção, neste caso, apresenta-se assim: 9 verdes: 3 azuis: 3: amarelos: 1 branco.

Ovíparos, Ovovivíparos e Vivíparos

Eita… nomes complicados, né? Tenho amigos – que não são Biólogos – que falam que Biologia é a arte de explicar coisas fáceis com nomes difíceis. Este é o caso!

Muito fácil entender os três termos. vamos lá ?

Ovíparos são animais que colocam ovos. Como a galinha, por exemplo. O desenvolvimento do embrião acontece dentro do ovo e depende do material nutritivo que tem dentro dele. Para a fêmea não há nenhum custo em manter o embrião, mas a vida deste embrião está a mercê do ambiente. Podem acontecer muitas coisas com o ovo que está no solo ou na água ( pode ser comido por outro animal ou secar no calor do Sol, por exemplo).

Tartaruga Marinha

Ovovivíparos são animais que retém os ovos dentro do corpo. Algumas cobras, tubarão e escorpião fazem isso. Para o embrião, a grande vantagem é de estar protegido dentro do corpo da mãe. Mas ele depende das reservas nutritivas do ovo para crescer.  Há um certo custo energético para a Fêmea, pois ela tem que carregar o ovo. No entanto, ela não é responsável por nutrir este embrião.

Escorpião

Vivíparos são animais que o embrião cresce dentro do corpo da fêmea.  O embrião depende diretamente da mãe para a sua nutrição, que ocorre por meio de trocas fisiológicas entre mãe e feto. Não existe casca isolando o ovo. Aqui há um enorme custo para a fêmea, mas o embrião está totalmente a salvo das condições ambientais e tem maiores garantias de desenvolvimento. Os mamíferos são vivíparos.

Tigre Branco

#FICAaDICA

O Ornitorrinco é um mamífero que põe ovos, portanto é ovíparo!

Embrião é o organismo em via de desenvolvimento, desde o ovo fecundado até a realização de uma forma capaz de vida autônoma e ativa.

Ornitorrinco

Fácil, fácil … Né ?

 

Resumo da Primeira Aula sobre Célula

Um Resumo de uma aula minha que aborda a Célula e suas Partes Principais. Para o 8o ano ( 7a série) do Ensino Fundamental. Tem uma parte de exercícios para você fazer e rever a matéria.

É só clicar para Baixar!

Valência é …

Como já foi explicado em ligações químicas , um átomo tem que perder, ganhar ou compartilhar elétrons para poder ficar estável. Mas o que é valência de um átomo ?atomo.jpg

Continue Reading →

Atrito, Chuva e Acidente

Alguns dias já se passaram do trágico acidente da TAM. Foi horrível ! Mas o que temaviao.jpg haver a pista com água e o avião que não conseguiu parar ?

O que é a tal aquaplanagem ? O que a ciência pode explicar usando esse fato terrível que aconteceu ?

Vamos lá ! Os corajosos me acompanhem.

Continue Reading →

Micrômetros – O que é isso ?

Observe, com atenção, a figura ao lado. Isso é grão de um esporo produzido por um Fungo ( um cogumelo). Ele foi aumentado muitas e muitas vezes. E mede 8.6 µm. Mas o que significa isso ?

 Um micrômetro ou mícron ( o símbolo é µm) é uma unidade de medida que usamos para coisas bem pequenas. Pegue uma régua e veja o tamanho de 1 milímetro. Agora, veja se consegue dividir esse pedacinho em mil partes. Cada parte desta equivale a 1 µm .

Um micrômetro equivale à miléssima parte de um milímetro. É pequenininho, né ? 

O plural de micrômetro é MICRA.  Assim, o nosso esporo tem 8.6 micra.

Seres Unicelulares e Pluricelulares

elefante.jpgObserve estas fotos e pense : Qual é a grande diferença entre estes seres vivos ? Tá bom: você vai me dizer : bacterias.jpgum é grande e o outro nem parece um ser vivo. Bom , você está em parte certo(a). Um é um elefante e o outro são um monte de bactérias. Mas a grande diferença está aqui : Um é pluricelular e o outro é unicelular.

Antes de entender isso vamos definir o que é célula ? A célula é como os tijolos da nossa casa. Em uma casa de alvenaria , se você retirar todos os tijolos , o que sobra ? Nada , ou quase nada . O nosso corpo – e o corpo da maioria dos seres vivos – é formado por células. A célula é a unidade funcional e estrutural do ser vivo. Ou seja: é ela que vai dar a estrutura do nosso corpo e também vai executar várias das funções de nosso organismo- como respirar e digerir.

Assim sendo: um ser vivo formado por uma única célula é Unicelular . Como as bactérias desta foto, como alguns fungos. E o ser vivo formado por mais de uma célula é Pluricelular . Como o elefante, nós ( seres humanos), uma mangueira,…

Uma dica para nunca mais esquecer :

  • Pluricelular : lembre-se de Plural . É o mesmo início
  • E Unicelular : lembre-se de Único. Mais fácil que mastigar água !

Revisando – Deslocamento e Tempo

Para acabarmos esse semestre em paz, vamos rever dois conceito bem importantes para o Estudo do Movimento. São eles deslocamento e tempo. Para ajudar, copie os exercícos e resolva. Qualquer dúvida deixe nos comentários.

Continue Reading →

%d blogueiros gostam disto: