Anúncios
Skip to content

Dicas de Ciências para Professores

Esse é um projeto antigo. Criar um espaço com ideias e recursos só para Professores. Acho que estou chegando em um formato legal.

Veja aqui: Para Professores.

Já com um plano de aula simples para fazer.

2

Anúncios

Ideias para o Mão na Massa

atividade-maker

Todo Professor sabe como é: temos que dar uma aula criativa, inovadora, bem planejada… mas.. falta tempo.

A maioria de nós trabalha em um monte de lugares e tem que dar conta de tudo, além da nossa vida privada. Então, sejamos prático. Onde podemos ter ideias?

Ideias prática, sem mi mi mi e blá blá desnecessários.  Um dos sites bem legais é do meu amigo Paulo Adriano Ferrari. O seu site é o Tecnologias para Aprendizagem Criativa e lá tem muita coisa bacana para implementar a Cultura Maker em sala de aula.

Na home do site podemos ler que:

              Este espaço foi pensado com o objetivo de divulgar a possibilidade de usarmos diferentes ferramentas e estratégias como espaços e ambientes de aprendizagem criativa focados na autoria do aluno, relacionando a experiência do entretenimento à possibilidade de desenvolvermos em nossas crianças e jovens competências e habilidades multidisciplinares

              Defendo aqui, um pluralismo epistemológico que abre mão do conteúdo pronto e acabado para se lançar na possibilidade do vazio, da experiência e do interesse de cada um. Falo, não de um vazio determinado e oco de sentido mas, sim, do vazio enquanto terreno fértil para o nascimento do novo, do não pensado, do gerador de novas idéias e novas perguntas. Acredito na ideia de aprender fazendo, unindo o conceito ao físico, a experiencia ao pensado. Defendo uma aprendizagem fundada no interesse daquele que aprende, onde o professor articula, mobiliza e estimula a exploração e a feitura de novas perguntas sobre o mundo .

             Aquele que desejar contribuir com sugestões, críticas e conhecimento, sinta-se em casa.

Plano de Aula

Faça um experimento simples como o da garrafa chuveirinho e ajude os seus alunos a desenvolver as seguintes habilidades:

  • Observar o mundo a nossa volta e fazer perguntas.
  • Propor hipóteses.
  • Organizar e/ou extrapolar conclusões

O experimento:

MATERIAL
1. Garrafa de plástico com tampa de rosca ( PET de 600 ml)
2. Prego
3. Água
4. Tigela


COMO FAZER
1. Encha a tigela de água.
2. Fure a base da garrafa com o prego e a coloque dentro da tigela.
3. Coloque água dentro da garrafa e feche.
4. Segure a garrafa pela boca sem apertá-la e a levante.
 

O QUE ACONTECE
Mesmo com a garrafa furada, enquanto estiver tampada, a água não cai. Se abrir, a água começa a cair; se fechar, a água para.


POR QUE ACONTECE?
A pressão atmosférica, que age em todas as direções aplica uma força através dos furos da garrafa e segura a água dentro. Como essa pressão não age diretamente na parte de cima quando está fechada, a água não cai. Mas se destampar, a pressão atmosférica entra em ação e faz a água cair.
Imagem0084

Plano de aula:

Veja o vídeo abaixo:

As aulas práticas no Ensino de Ciências

Sobre as minhas impressões:

Não sou especialista na área de ensino de Ciências. Mas tenho uma longa prática de sala de aula, que me dá um certa especialização.  Assim, vou lhes contar sobre alguns “achismos” meus.

Uma prática dá trabalho! Levar uma experiência para sala de aula é um enorme trabalho. Quando chegamos cheios de materiais para as experiências, nossos alunos já advinham: “Vai ter experiência hoje? ” Como será ?” E ai começa o nosso trabalho. A turma ferve e todos ficam animados ( às vezes por demais!). Mas vejam a curiosidade destes meninos.

As experiências ao menos despertam o desejo de saber.

A montagem da aula prática:

O que queremos ao montarmos uma experiência em sala? Talvez, colocar em prática aquilo que ensinamos na teoria. Para muitos alunos, é necessária a intervenção da gente para fazer isso: ligar o blá blá blá de  sala com o para que serve na vida. E a aula prática muitas vezes serve para isso.

Serve também para começar uma aula. Antes da teoria, dar o pontapé inicial. Levar ao aluno a fazer a pergunta: Por que isso acontece?

E ai é que entra o Professor que preparou a aula antes, testou a experiência antes e preparou o terreno em aula para a experiência. É importante que preparemos uma aula.

Experimento ou Mágica?

A aula prática só se  torna aula, quando desdobramos essa experiência em algo a mais.

Tem que ter um debate, uma troca de ideias, de perguntas e respostas ( nem sempre certas). De perguntas feitas por alunos e respostas provisórias dadas por outros alunos, que podem ou não serem corroboradas pelo Professor ou por outra experiência. O que importa? É que se explique, ao menos em parte, o que está acontecendo ali na prática.

Se não há desdobramentos é um show de mágica!

Registro da experiência:

Não nos esquecemos dos registros. Não precisa ser um relatório, pode ser um desenho ou um texto em conjunto… mas tem que haver algum tipo de registro.

Lembre-se  que para o aluno, em especial muito novo, é complicado fazer um registro sozinho. Temos que mediar isso e ajudá-los a colocar no papel aquilo que vivenciaram. Como o Professor é importante!

“Só com um laboratório faço prática !”

É mesmo? Não dá pra fazer em sala de aula mesmo?

Lembre-se: Não estamos formando Cientistas ou Técnicos de Laboratório. O que queremos?

  • Uma aula mais prazerosa?
  • Uma turma com maior espirito investigativo?
  • Meninos e meninas mais curiosos?
  • Trabalhar aquilo que já foi ensinado?
  • Começar uma aula com uma proposta investigativa?
  • Encantar?
  • Fazer com que os meninos e meninas se apaixonem por Ciências?

Acho que as respostas afirmativas valem para todas as perguntas acima! E é necessário mesmo um laboratório para isso? É claro que o ideal seria que tivesse. Mas não podemos negar ao nosso aluno uma aula prática porque não temos um laboratório. Tenho mais de 20 anos de prática em sala e digo que não há  necessidade.

A sala de aula pode virar seu laboratório.

Notas de aula para o 3o Bim

Aula Prática – Capilaridade

Notas de Aula sobre Capilaridade e Cromatografia em Papel – para baixar em PDF.

Atrapalhando o seu Cérebro ( experiência)

Vamos brincar com o seu lado direito e esquerdo do cérebro?

Para essa experiência / brincadeira precisamos de :

  1. Uma mesa ( pode ser a sua da escola) – Não pode ser grande.
  2. Uma cadeira.
  3. Um pedaço de paplelão – que cubra um dos lados menores da mesa.
  4. Fita gomada
  5. Caneta
  6. Um labirinto desenhado em um papel- veja o exemplo.
  7. Espelho plano.

Você tem que arrumar a sua experiência assim. Olhe a figura e me desculpe o mal jeito dela, pois sou horrível em desenho.

A pessoa vai se sentar na cadeira e tentar fazer o caminho do labirinto pela imagem do espelho. Coloque o papelão de maneira que a pessoa não consiga ver o labirinto no papel, mas veja o espelho. A pessoa tem que passar as mãos por volta do papelão para alcançar a folha de papel.

Como a metade esquerda do seu cérebro comanda a sua mão direita e a imagem do espelho é invertida… Ferrou! Fica uma bagunça só!!! Na hora de passar no labirinto da direita para a esquerda, ou vice-versa, pouca gente consegue. Tem gente, como eu, que faz um furo no papel com a caneta e não sai do lugar!!!

Tente com a sua turma e depois me conta !

Aqui está uma idéia de um labirinto, mas faça outro de quiser.

%d blogueiros gostam disto: