Anúncios
Skip to content

Para Professores- Manifesto contra a resolução 946

Posso parecer extremamente repetitiva, mas esse manifesto chegou a mim via internet e achei maravilhoso ! É grande e a pessoa que me mandou me disse que era do Professor Marcos, simplesmente assim. Não conheço o Professor, mas vivas ! Leiam, não se cansem e cheguem até o fim !

Continue Reading →

Anúncios

Mais Dinâmicas

Sei que uma parte das pessoas não gosta muito de Dinâmicas. Porém, tenho notado que muita gente tem vindo ao Blog para procurar esse tipo de estratégia. Acho que é sempre bom procurar diversificar as atividades, e, envolver nosso aluno. Estou com um pouco de trauma de falar “tornar nossas aulas mais prazerosas”. Neste ambiente em que tudo tem que ser bom, animado, fácil e gostoso para o aluno; sinto-me às vezes menos professora e mais animadora de auditório.

Mas concordo que temos que fazer tudo o mais legal possível e diferente. Sair da sala de aula, se mexer, trocar o corpo de posição… movimenta a aula. E a turma fica mais tranqüíla depois e é muito mais fácil de obter a atenção dos “aborrecentes”.

Chega de blá, blá, blá … Vamos ao que interessa . Duas dinâmicas bem legais, já usadas e aprovadas pelos alunos ( e por mim, é claro!!!).

Continue Reading →

Para não deixar de sonhar …

E ter esperanças ! Veja o vídeo! Preste atenção no audio , aumente o som se necessário !

Coloque o seu comentário ! Por favor !

Mudança das Regras do Jogo – Professor

Essa semana jogaram um balde de água fria ( bem gelada) na cabeça dos professores da rede municipal do Rio de Janeiro. Neste ano estamos implantando o ciclo, de maneira meio truncada mas vamos nós ! Porém, nenhuma mudança no sistema de avaliação se deu até agora. Só que, nesta semana, soubemos que a avaliação mudará de 5 conceitos caímos para 3. Assim, pasteurizaram a avaliação. Quanto maior a gradação nos conceitos mais fácil será para o aluno entender o que está acontecendo com ele.
Mas o pior é que : NÃO PODEMOS MAIS REPROVAR. Passou pela sua cabeça a velha frase: “Reprovar não adianta nada. O aluno que é reprovado não apresenta melhoras. Fica sem ânimo.” Pois bem, não acho que seja bem assim. Reprovar não ajuda se o professor não fica atento as modificações que têm que ser feitas na sua aula para ajudar aquele aluno reprovado. Não acredito na reprovação em massa, como era feito quando entrei no município ( a 13 anos atrás) onde metade de uma turma ficava reprovada.
Porém temos alunos que necessitam deste passo atrás para continuar, eles mesmos percebem o que aconteceu e se recuperam bravamente. Tenho vários exemplos disto. É que tratam nosso aluno como um desvalido emocionalmente, pouco capaz de se frustar e de assumir seus erros. Que geração a gente está formando ?
E tenho mais novidades, tão ruins quanto as anteriores: o nosso aluno será avaliado com um só conceito no final. Lembra do seu boletim, onde se lia as disciplinas com as suas notas ou conceitos? Dez em matemática, seis em ciências ou A em história, D em português, lembrou ?

Agora vamos etiquetar o aluno: João será R ( regular), Maria será B ( Bom) ou Pedro será MB ( Muito Bom). E só ! Acabaram -se as diferenças ! Quem era melhor em Ciências ou em Línguas,vai estar massificado em um conceito só .
E somaremos isso com o fato de estarmos availando o aluno no sistema antigo ,e ,só agora ( uma semana antes dos conselhos de classe) somos avisados disso. Veja bem : avisados, nunca consultados.
A qualidade vai cair ainda mais, o município do Rio tem 2,5 de média nas avaliações federais ( em 10). E depois ainda teremos que ouvir que os professores são os culpados pois não sabem dar aulas, não tornam a aula prazerosa, não animam o aluno ( somos animadores de auditório? ) e não sabem avaliar.

Isso é um insulto !
Desculpe-me o desabafo ! Mas não estou nada satisfeita!
Você colocaria o seu filho nesta escola?

Escola da Ponte – Professor

solidariedade.jpgOntem, dia 02 de maio, fui ao V Congresso Internacional de Educação, e, ouvi o Professor José Pacheco da Escola da Ponte. Muitos educadores, principalmente daqui do Rio , já ouviram falar da experiência desta escola portuguesa: sem salas, sem turmas, sem séries ou ciclos. O aluno simplesmente se junta a outros de mesmo interesse e estudam o que querem aprender. Realmente, é uma escola dos sonhos. Mas acho que a gente tem que adaptar tudo as nossas realidades, que são várias neste país.

E foi isso que me surpreendeu no Professor José Pacheco. Ele não veio com soluções milaculosas, com idéias sem pé nem cabeça… Veio para falar da sua experiência e deixou bem claro que ele não deseja que aquilo seja copiado. Um senhor de fala mansa ( tão mansa, que a gente tinha dificuldades de ouvir, até com microfone) e muito simples, mas as suas palavras elevaram o meu ânimo. Primeiro porque ele começou falando em três valores que sustentam a Escola da Ponte : Solidariedade, Responsabilidade e Autonomia. Sem elas, ao meu ver, não existe educação.

Depois, o Professor Pacheco foi fundo em algumas “verdades” da nossa profissão. Disse que não existe o método ótimo, que o professor que se sente bem no tradicional tem que fazer aquilo que sabe para ir mudando (aos poucos). Que a mudança tem que ser lenta, bem embasada e nunca como um ato de um indivíduo ou um grupo de pessoas. ( ah .. se a SME do Rio , entendesse isso!). E por último que a Educação tem que ser NA cidadania. Nunca PARA a cidadania, pois a gente não pode educar ninguém para fazer algo só no futuro! Por que não agora ? Neste momento ?

Realmente, lavou minha alma !

Para Refletir – Professores

massinha1.gifAcho que vou criar polêmica, coisa que não gosto de fazer. Mas leia as “Coisas que as Escolas não ensinam” e veja como a gente está descolado da realidade. Nós , às vezes, protegemos demais os alunos ( leia Nós e me inclua nisso). E no caso do município do Rio de Janeiro é pior: tratamos o aluno como desvalido emocionalmente, sem condições de dar a volta por cima.

Essas “coisas que não ensinamos na escola” foram ditas por Bill Gates, nem sei se foi ele mesmo que falou, mas poderiam fazer parte de uma reunião qualquer de escola. Podíamos incluir no currículo , né ? Quem sabe ! Vamos lá ao que interessa.

Continue Reading →

Dinâmicas de Grupo

livros21.jpgEstive dando buscas na Internet para ver se achava algumas Dinâmicas de Grupo para trabalhar com os meus alunos. Achei poucas. Muita bibliografia e pouca coisa prática. E como já comentei aqui, meu defeito é esse: Sou uma pessoa prática!

Algumas dinâmicas de grupo que achei não consigo colocar em prática pois o material necessário é muito caro. Mas outras já usei e com sucesso!Vou colocar aqui duas dinâmicas que já foram aprovadas pelos alunos !

Continue Reading →

Educação Sexual – Para Professores

Eh … Tema difícil de ser tratado, não ? Ainda mais com um monte de informações e valores que estão por ai e que são , pelo menos ao meu ver, permissivos. E como trabalhar em sala de aula ? O que fazer? O que dizer ? Como agir ?

Ainda mais se não temos a formação que deveríamos ter. Pois se para nós , professores de Ciências, já é bem complicado, imagina para os professores de outras áreas ! Aqui vai um pouco da minha experiência.

Continue Reading →

Informática Educativa – Para Professores

band-brasil4.jpgHoje, tive uma grande surpresa. Meus colegas , professsores da minha escola, pediram-me para “fazer alguns Centros de Estudos no Laboratório de Informática”, com a finalidade de ajudá-los a usar o computador com os alunos. O que fazer ? Como fazer ? O que posso fazer ? São perguntas comuns para quem quer entrar neste mundo. Vou tentar dar algumas dicas.

Continue Reading →

Educação Ambiental – Para Professores

filhotes2.jpgTenho mais de 10 anos de prática em aulas de Ciências. Sei que é pouco tempo para alguns colegas, mas acho que trocar com outros Professores de Sala de Aula é muito importante. Nestes tempos em que muito se fala de Aquecimento Global, Amazônia , Efeito Estufa, Consumidor Consciente, … Nós , professores, temos uma enorme tarefa pela frente: educar o cidadão para pensar “localmente e agir globalmente. ” Como ?  Uma das coisas que faço é assim…

Continue Reading →

%d blogueiros gostam disto: