Anúncios

Somos uma Tecno – Espécie?


Serei ousada hoje! E logo vou avisando: a ideia/ conceito não é minha (meu)! É do Professor Carlos Nepomuceno  ! 

Mas vamos à ideia central!

Para compreender as mudanças atuais, é preciso fazer uma revisão na relação ser humano-tecnologia, pois estamos vivendo mudanças radicais por causa de alterações em tecnologias estruturantes da espécie: as de como nos relacionamos entre nós, a saber, comunicação, informação, trocas, aprendizado.

Desde que o Homo sapiens sapiens ou melhor o Homo sp.  se tornou espécie, usa tecnologia: um osso, uma pedra, o fogo… Tecnologias que nos fizeram o que somos. Para ser Homo sp. temos que nos relacionar, comunicar e usar a tecnologia. Nosso cérebro nos permitiu isso, usar e modificar o meio para sobreviver. Nossas mãos livres e o polegar opositor manipulou ossos, pedras, madeira… para fazermos objetos que facilitavam a nossa vida, nos habilitando a viver em um meio ambiente hostil ! Nossa capacidade de comunicar passou de geração para geração cada habilidade apreendida. 

O cérebro plástico, capaz de fazer novas sinapses e aprender com nossas próprias práticas e com as práticas dos outros, foi o grande órgão que possibilitou esse sucesso. Nossa espécie se adapta rápido em qualquer ambiente. O ser humano tem que fazer tecnologia para se adaptar e sobreviver ao meio.

Bifaz_triangular

Mas o que está acontecendo agora? Vivemos o era da tecnologia, mudanças rápidas, usos diversos da tecnologia. Uma criança de dois anos usa um smartphone como extensão de seu corpo. Meninos e meninas pequenos clicam, abrem e procuram aplicativos no tablet sem saber ler. Não precisam de treinamento ou ensinamento prévio. É só olhar em volta e você vai concordar comigo! 

Será que a espécie mudou? Será uma mutação como Lamarck diria: a força do meio mudando nossos genes? Como as girafas de dando esticar o pescoço, tiveram o órgão esticado? Será que estamos observando mutações em massa? 

Bom… sou Darwinista e não acredito nisso. O que vejo é que estamos mutando mesmo e essa geração nova definitivamente não é como a minha! Talvez, com o tempo vejamos isso em nosso cérebro, quem sabe, em nossos genes. O que acho que está acontecendo? ( Veja bem, é minha percepção!). 

Acho que sempre tivemos essa capacidade em nosso cérebro ou melhor uma parte da população tem essa capacidade de usar novas tecnologia digitais em permanente mudança. O que está acontecendo é que o meio é outro e essa geração nova está usando essa parte do cérebro para se adaptar a essa mudança. Bom, que parte do cérebro é essa ou se é uma parte só; não sei! Estou conjecturando. Os adultos ( como eu), que não cresceram com essa nova tecnologia digital nas mãos, têm que procurar dentro do cérebro essa parte, e, como não exercitou essas sinapses desde cedo, têm uma dificuldade enorme de usá-las ! Mas crianças novas fazem essa sinapse rapidamente, muito cedo e usam elas de diferentes maneiras. Conclusão: dê um tablet para um menino de 2 anos, mostre como acessar a Galinha Pintatinha e você verá a mágica. 

Somos sim uma Tecno espécie, mas estamos nos tornando um Homo sapiens tecno? Ou estamos trocando o software do mesmo hardware ?

Sem respostas no momento!!!

10283

Anúncios
Sobre Andrea Barreto (1086 artigos)
Sou professora de Ciências e de Biologia em Escolas da Rede Municipal e Particular do Rio de Janeiro ( Brasil). Elemento de equipe da Educopédia / Rioeduca ( Secretaria Municipal de Educação - RJ)

Meu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: