Um pouco de história na época de Carnaval.

As máscaras são usadas até hoje nos Carnavais do Brasil e de Veneza. Se você já viu a máscara da figura abaixo, talvez não conheça a história sombria por de trás dela.

72648_646580835395616_1301876121_n

Na idade média  era aparato essencial dos médicos que tratavam os surtos de peste negra. A crença medieval era a de que  a peste, que mais tarde veio a ser reconhecida como peste bubônica, era transmitida pelo ar. Logo, os médicos que tratavam as pessoas doentes usavam a máscara com aromatizantes, para se proteger do aterrorizante mal. Uma outra prática comum nesses tempos era fumegar o ar com os mesmos aromatizantes.

Mas o que protegia mesmo os doutores medievais era jaqueta de couro que cobria todo seu corpo. Como a peste é, na verdade, transmitida pela picada de pulgas, os médicos estavam livres de serem contaminados pelo contato com o paciente.

A peste negra é uma doença causada por um tipo de bactéria Yersinia pestis, que infectam principalmente roedores selvagens, como as ratazanas, os ratos, os esquilos e as marmotas das pradarias. No passado, as extensas epidemias de peste, como a peste negra da Idade Média, mataram uma grande quantidade de pessoas. Os surtos mais recentes limitaram-se a uma única pessoa ou a grupos reduzidos.

A peste costuma ser transmitida às pessoas por meio das pulgas dos animais. Um acesso de tosse ou então um espirro, que dispersam bactérias através de gotas minúsculas, podem transmitir a doença de uma pessoa para a outra. Alguns animais domésticos, em especial os gatos, também podem fazê-lo por intermédio das picadas de pulga ou pela inalação de gotículas infectadas.

Por isso, os médicos medievais não estavam totalmente errados ao usarem as máscaras. O único equivoco era acharem que era uma punição divina, mas era a explicação que, na época, mais se aproximava do correto.

Boas praticas para comentar em blogs

Anúncios

Escrito por Andrea Barreto

Sou professora de Ciências e de Biologia em Escolas da Rede Municipal e Particular do Rio de Janeiro ( Brasil). Elemento de equipe da Educopédia / Rioeduca ( Secretaria Municipal de Educação - RJ)

10 comentários

  1. aonde eu compro uma?

    Responder

    1. Como assim?

      Responder

    2. Pedro arrombao 17/07/2015 às 10:30

      em algum lugar q vende

      Responder

      1. Pedro, já respondi que não sei e que o objetivo deste Blog não é vender, sim divulgar conhecimento

        Responder

        1. Talvez você poderia compartilhar seu conhecimento de algum estabelecimento que possua tais itens disponíveis para aquisição.

          Responder

          1. Rafael,
            como já disse acima, esse Blog tem o objetivo educativo. Não sei onde comprar essas máscaras.

  2. Excelente artigo Andrea… O pessoal aí deve estar querendo comprar as mascaras para usar no carnaval…rsrsr

    Responder

    1. Não é? Mas site errado ! rsrsrs Obrigada

      Responder

  3. Olá Andrea, bom post. Ando a fazer uma pesquisa extensa sobre este tema e estou a tentar cruzar alguma informação.
    Sabe me dizer que tipo de aromatizantes e ervas eles usavam nas mascaras.
    Outra duvida que tenho, tem que ver com o material que faz a lente. Sabe o que era?
    Em algumas imagens, há uns anos atrás vi umas que a lente era uma rede, mas nunca consegui perceber se era de metal ou corda, sabe alguma coisa sobre isso?
    Obrigado

    Responder

    1. Andrea Barreto 30/03/2018 às 16:43

      Oi, Pedro…
      Infelizmente, não tenho essas respostas. Esse post foi feito para aluno de ensino médio. Realmente, não tenho como ajudar.

      Responder

Deixe uma resposta