Skip to content
Anúncios

Iogurte feito a partir da própria secreção vaginal


O Título que criou um reboliço foi esse :

Cientista cria iogurte com secreção da sua própria vagina

mm5 Saiu no jornal e eu compartilhei no Facebook. Os comentários foram enormes e sempre variando entre o “incrível”, “inacreditável” até o “que coisa nojenta”! Tá bom! Então, vamos esclarecer! Para tanto, vamos ler só um pedacinho do procedimento do experimento:

(…) Assim, armada com uma tigela, uma colher de pau e um termômetro culinário, Cecilia se lançou à missão de fazer seu iogurte. Segundo explicou, ela usou a colher para coletar um pouco de secreção vaginal, criou uma cultura a partir desse ingrediente e…

Megacurioso

Cecilia Westbrook é a cientista e estudante de doutorado da Universidade de Wisconsin (EUA) que fez o tal iogurte. Vamos começar entendendo o que são lactobacilos.

Os lactobacilos são bactérias presentes em várias partes do nosso corpo como a vagina e o intestino. Eles não fazem mal, na verdade ajudam na defesa do corpo. E esses microrganismos são os responsáveis pela produção do iogurte. Todo o iogurte que comemos, até aquele do mercado, tem lactobacilos.

Para fazermos o iogurte, pegamos um pouco de lactobacilos ( chamamos isso de cultura de lactobacilos) misturamos com leite que foi pasteurizado, para termos certeza de que só vai ter os tais lactobacilos, e, deixamos os microrganismos  trabalharem. Esse “trabalho”significa: deixar que eles fermentem o leite e o transformem em iogurte.

Bom… retornemos à secreção vaginal!

A secreção ou muco vaginal é uma mistura de substâncias semelhantes às do soro sanguíneo. Feita de água, albumina (uma proteína abundante no corpo) e de células brancas do sangue… e bactérias. Essas bactérias são responsáveis pelas defesas do corpo da mulher. Vejam bem: são vários tipos de bactérias, inclusive os lactobacilos.

A secreção vaginal, em uma mulher sem nenhuma infecção, é bem limpa.

O que nossa cientista fez foi separar da secreção vaginal os lactobacilos, colocá-los em um meio de cultura ( uma gelatina com ingredientes importantes para a bactéria) e deixar que elas cresçam. Depois misturou essas bactérias ao leite e …. depois de uma noite.. bummmmmm! Iogurte!

A forma de obter o lactobacilos é que foi inusitada, o resto é o normal da produção do iogurte!

Anúncios

1 Comentário »

Meu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: