Anúncios

Tartarugas de Galápagos saem da lista de Extinção


Charles Darwin se encantou por esses gigantes. As tartarugas de Galápagos chamaram atenção do naturalista, primeiro por serem enormes,e ,depois porque um habitante das ilhas podia dizer de qual ilha o espécime seria pelo formato do casco.

zMapaIslas-2

Esses répteis estavam em risco de extinção, mas a boa notícia é que saíram desta triste lista.

Veja a boa notícia:

Enquanto grande parte da biodiversidade regride ao longo dos anos, algumas espécies conseguem sobreviver e até saem da tão temida extinção. Esse é o caso da tartaruga gigante das Ihas Galápagos, que superaram o perigo de sumirem do mapa e agora não precisam mais de acompanhamento humano, de acordo com um estudo publicado nesta terça-feira (28) na revista PLoS One.

Os animais dessa espécie, que podem viver por mais de 100 anos, chegavam aos milhares no início do século XX, mas depois caíram para apenas 15 em 1960. Entre 1963 e 1974, ambientalistas trouxeram as 12 tartarugas fêmeas e três do sexo masculino sobreviventes para um cativeiro.

Desde então, mais de 1,5 mil de seus filhos já foram liberados em Galápagos. O sucesso da preservação foi tamanho que agora os cientistas dizem que os animais não precisam mais de acompanhamento humano.

– A população está segura. Esse é um raro exemplo de como os biólogos e gestores podem colaborar para recuperar uma espécie à beira da extinção – disse James P. Gibbs, o principal autor do estudo e professor de na Universidade Estadual de Ciências Ambientais de Nova York e das Florestas, em um comunicado à imprensa.

As Ilhas Galápagos, situadas próximo ao litoral do Equador, fizeram parte do roteiro de expedição de Charles Darwin, que visitou o local em 1825. E foram exatamente as tartarugas gigantes que mais chamaram atenção do explorador e naturalista.

A recuperação da população de tartarugas gigantes não só promove a biodiversidade, mas também restaura a sua posição como “engenheiras do ecossistema”, já que elas dispersam sementes e outros organismos que servirão de alimento para outros animais, de acordo com o relatório.

Embora a população esteja estável, o estudo ressalta que o número de tartarugas gigantes não deve aumentar substancialmente até que outros problemas do ambiente, tais como o crescimento excessivo de plantas lenhosas, sejam superados.


Leia a notícia em :  http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/tartarugas-gigantes-de-galapagos-nao-estao-mais-em-extincao-14395073

Anúncios
Sobre Andrea Barreto (1086 artigos)
Sou professora de Ciências e de Biologia em Escolas da Rede Municipal e Particular do Rio de Janeiro ( Brasil). Elemento de equipe da Educopédia / Rioeduca ( Secretaria Municipal de Educação - RJ)

Meu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: