Skip to content
Anúncios

Trigo de hoje é diferente do dos nossos avós


“O trigo de hoje –  afirma  William Davis ( Cardiologista Americano)– não é, de fato, trigo; graças a alguns dos maiores cruzamentos jamais vistos”

South-Korea-joins-Japanese-ban-on-U.S.-wheat-imports-after-shocking-GMO-contamination-announcement-by-USDA

O aumento de pessoas com doença Celíaca ou alguma intolerância ao Glúten, me fez pensar: Poxa, por que a humanidade está desenvolvendo essa intolerância a um alimento tão antigo? Ou será que a doença está sendo diagnosticada e portanto conhecida?

Diante das dúvidas, eu resolvi pesquisar. Nas minhas leituras cai em vários artigos que levantava a seguinte ideia:

Os criadores alteraram o trigo de forma dramática. A planta, que no passado chegava a uma altura de 122 cm, hoje – o tipo de trigo encontrado em 99% dos campos de trigo no mundo todo –  é uma planta mirrada, com 0,60 cm de altura e uma enorme e fora do comum cabeça com sementes (O cruzamento intenso dessas sementes criou mudanças significativas nos aminoácidos das proteínas do glúten, causa provável do aumento em 400% da doença celíaca nos últimos 40 anos. A proteína gliadin presente no glúten também sofreu mudanças com consequências, aparentemente, terríveis – “Comparada com a sua predecessora dos anos 1960, a glutamina moderna é um grande estimulante do apetite”- afirma o Dr. Davis. “É bem provável que essa nova proteína glutamina também seja a responsável pela explosão das doenças inflamatórias que vemos atualmente.”

A glutamina é uma peça ( um aminoácido) que forma o glúten. E o nosso trigo de hoje em dia foi modificado para se tornar mais produtivo e mais resistente. Por tanto, o pão nosso de cada dia pode se tornar uma bomba relógio.

Atenção, isso tudo está em fase de testes, porém se for verdade é preocupante!

Veja quais os questionamentos sobre essa pesquisa são levantados:

Será que o macarrão de domingo está condenado? A tese de Davis ainda é controversa. Médicos e agrônomos afirmam que o cruzamento de variedades de trigo não causa mudanças significativas no alimento. “Trigo com trigo só pode dar trigo”, diz Eduardo Caierão, pesquisador da Embrapa Trigo. “Não há nenhuma evidência comprovada de que a mistura de variedades transformou o trigo em algo nocivo”, afirma Alessio Fasano, fundador do Centro de Pesquisa Celíaca do Hospital Infantil de Massachusetts, nos EUA, referência em alergia a glúten. “O trigo deve ser banido da alimentação de quem tem alguma intolerância ou sensibilidade ao glúten. Mas não há motivo para tirá-lo da dieta de quem não é celíaco”, diz John Swartzberg, médico da faculdade de saúde pública da Universidade da Califórnia, em Berkeley, nos EUA.

Há ainda algumas questões sem respostas na tese de Davis. O trigo é manipulado há milênios, desde os primórdios da agricultura. Por que só as alterações modernas tiveram efeito ruim? A revolução agrícola, com técnicas modernas de melhoramento genético, também alterou outros alimentos, como o milho e o arroz. Qual foi seu efeito sobre eles? Como é possível afirmar que os bons resultados obtidos por Davis com os pacientes não sejam apenas efeito de uma dieta mais equilibrada? Ainda faltam estudos comparando grupos de consumidores por longos anos, com e sem trigo, para confirmar as suspeitas. O próprio Davis reconhece que ainda não há pesquisas suficientes para derrubar as recomendações médicas que atestam os benefícios dos grãos de trigo integrais. Mesmo que Davis e seus seguidores estejam certos, uma dieta sem trigo não é bolinho. Como ocorre com qualquer mudança radical, é preciso acompanhamento médico e avaliação caso a caso. Tirar o trigo do prato pode não ser para qualquer um.

http://epoca.globo.com/vida/noticia/2013/08/dieta-do-btrigob.html

Anúncios

Meu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: