Skip to content
Anúncios

Energéticos: o que fazem?


Essas bebidas que prometem energia, estímulo, força… Na verdade, como agem essas bebidas?

A base, que realmente dá um estímulo a mais, dos energéticos é a cafeína. Essa substância também é encontrada no café, chá e refrigerantes. A cafeína age no Sistema Central e ativa o estado de alerta, pois bloqueia a recepção da adenosina. É  considerada uma droga e também causar dependência química.

Fora a cafeína, as outras substâncias encontradas nestas bebidas não fazem nada ( pelo menos é o que dizem as pesquisas até agora). Nada está comprovado. O que estamos ingerido nos energéticos da vida podia ser encontrado em um bom e nutritivo copo de café com leite.

Os estudos novos dizem que estes energéticos têm ” a quantidade de cafeína encontrada em bebidas energéticas, segundo o estudo, pode ser até 14 vezes maior do que em relação a outros produtos. O estimulante costuma ser associado a convulsões, diabetes, problemas cardíacos e desordens comportamentais.” Ou seja: um perigo mesmo.

Talvez esse seja mais um caso onde a propaganda é mais forte que os fatos científicos.

Outro grande perigo é a mistura destes enérgicos e bebidas alcóolicas. Essas “misturebas” causam em algumas pessoas taquicardia e isso é extremamente perigoso. Há relatos de adolescentes indo parar no hospital por causa destes ” coquetéis” !

Pesquisas vêm comprovando que o consumo de álcool com energéticos pode estimular o alcoolismo, dar mais disposição para beber (a pessoa fica mais tempo em uma balada ou bar bebendo, por exemplo) e tornar o indivíduo mais suscetível aos problemas relativos ao consumo de álcool (machucam-se mais ou sofrem mais acidentes, necessitam de ajuda médica ou enfrentam problemas sexuais).

Alexandre Clemente Chame, de 36 anos, percebeu alguns desses sintomas após abusar na dose de energéticos em uma casa noturna. “Não costumo beber destilado, mas como meus amigos tinham comprado uma garrafa, resolvi tomar a bebida com energético para acompanhar. Percebi principalmente que fiquei até mais tarde na balada, costumo ir embora mais cedo, e acabei esticando até umas cinco da manhã. Daí bebi bem mais que de costume. No dia seguinte, a ressaca foi pior. Na hora até pensei: ‘esse negócio’ ajuda a não bater o carro na volta porque eu parecia estar mais desperto, mas depois percebi que poderia ter sido até pior, pois eu achava que estava normal para dirigir”. ( Leia em Misturar álcool com energético é um perigo para o coração)

Então: Cuide-se !

Estudo Dirigido para o Ensino Médio

Anúncios

Meu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: