Como ouvi esse termo em 2011! Em frases como : ” O ensino daqui é forte?” ou ” O ensino não é forte”. Tudo era no sentido do ensino ser forte ou fraco. Eu entendia de melhor ou pior qualidade.

Mas tudo isso é subjetivo, porque no fundo a pergunta que eu faço é : O que é um ensino forte ?

Analisando as Escolas que são classificadas nesta categoria, eu definiria um ensino forte como aquele que desespera pais e alunos, mas que nem sempre ensina. O desespero é tanto que muitos responsáveis tercerizam o trabalho da escola em fevereiro. Isso é: no início do ano letivo, a família contrata uma trupe de professores para estudar com os filhos. Assim, a escola joga a matéria e o aluno tem que ” correr atrás”. Os explicadores explicam ( desculpe-me a dobradinha mas é de propósito) a matéria que o Colégio não deu. Ou até deu, mas não explicou.

Ora, se isso é uma escola forte, não sei o que os Senhores Responsáveis pensam sobre qual é o papel real de uma escola. Se a instituição que deveria ensinar, fazer com que o aluno aprenda, não faz… essa instituição não é forte e não está fazendo o que deveria fazer. O responsável está pagando duas vezes a escola do filho: a escola de fato e os explicadores ( que muitas vezes são indicados pela própria coordenação da escola!),e, ainda está se desesperando.

Se o menino não está aprendendo uma parte de uma ou duas disciplinas, por quaisquer motivos, é diferente. Mas conheço muitas crianças que frequentam outra escola além do colégio onde estão matriculadas. E essas são as escolas fortes. Na minha opinião, essas são filtros.

E o que é isso ? Essas escolas selecionam, lentamente, os alunos que dão conta de seu currículo apesar dela mesma. É como colocar um monte de crianças em um filtro: as que passarem ( mesmo sem a explicação da escola) permanecem na instituição. As que não passarem, são convidadas a sair. E isso, definitivamente, não é uma escola. É óbvio que os resultados nos ENEMs da vida são maravilhosos, porque o filtro segura aqueles que não serão capazes de bom desempenho.

A escola deveria ser o local onde esses meninos com dificuldades teriam ajuda. Vamos combinar que trabalhar em filtros deve ser mais tranquilo: joga-se a matéria e o aluno ( a família) que se vire. Auxiliar o aluno com dificuldade é o que deveria ser feito, dentro da Escola. Acredite isso existe sim!

Mas essas escolas, que apostam no aluno que corre atrás mas apresenta alguma dificuldade, é rotulada de escola fraca! Bom… então fica ai a questão: O que você,  responsável, quer ? Uma escola forte ( como xarope) que é um filtro? Ou uma escola que abre oportunidades ? Se for a primeira: prepare-se para pagar duas escolas. Se for a segunda: prepare-se para ver seu filho feliz e se transformar em uma pessoa confiante.

Anúncios