Redes Sociais e Educação


 

ESCOLA(1)

Talvez, seja um caso para se pensar. Sem sensacionalismo, sem modismo, sem todos os “ismos” que estamos acostumados: será que a Internet e as Redes Sociais já não são uma realidade que bate a nossa porta ? Que arromba as portas ? Que já não fazem parte de nossa realidade como Professores , Alunos, Cidadãos do mundo ?

Fiquei indignada, a palavra é essa, absurdamente indignada com a história da Menina que em uma Escola conhecida no Rio de Janeiro criou uma Página em uma Rede Social para debater sobre os seus trabalhos para nota. Essa mesma aluna foi suspensa ( pasme suspensa) por ter feito isso .

O que acontece ? Sinais do tempo?

A Escola ( não só essa da reportagem), via de regra, não está acostumada a mudanças. Embora, conviva com meninos e meninas que estão em mudança e embora tenha um discurso ( lindo !) de formar cidadãos do mundo; no momento em que encara esse tipo de coisa , cria trincheiras. Que mal tem? Na minha época, se discutia trabalhos na casa dos amigos, pelo telefone ou na própria escola. Mas agora, se usa a internet. O meios mudaram, mas a ideia é a mesma.

Se o intuito da Escola é de ensinar/ formar e esses alunos estão fazendo isso via Internet, maravilha! Mas se o objetivo é massacrar, isso não é escola. Ai vamos a outro fato: os pais muitas vezes acham que escola forte ( como um xarope) é aquela que faz com que o menino se desespere e use qualquer subterfúgio para ” passar de ano!” Não aprender, passar de ano! Vale qualquer coisa! Ai as escolas ( fortes como xaropes) têm que cumprir o seu papel: passando deveres impossíveis, fazendo provas com pegadinhas, ensinando mal e indicando Professores Particulares para suprir as dificuldades criadas por elas mesmas. Conheço uma dúzia delas aqui no Rio!

Então, baixa o desespero no aluno: tenho que fazer o trabalho para nota para me safar. Vamos recorrer a tudo. Essa menina, desta escola, recorreu ao Facebook . Isso é uma coisa a se louvar. A menina não se escondeu, armou um debate em uma rede social aberta. Podia ter feito um fórum fechado, onde só os amigos teriam acesso ( ai valia ?) ou podia ter arrumado as respostas com um Profissional menos ético ( valia também?). Mas não, recorreu aos instrumentos de sua geração.

E a escola ? Se desesperou também. Não podia perder sua fama de mal , ops… digo de forte. Se uma garotada discute, via Rede Social, seu trabalho para nota… o que será de fama de forte ? Suspende a menina, cria-se terrorismo e alguém bate palmas.

Vamos lá ! Repensemos: O que é uma escola forte ? O que temos que preparar nesta geração que usa esses recursos como quem bebe água ? O que é preparar um ” Cidadão Crítico” ? Como preparar esse Cidadão ? Usando a força? Ou usando esses recursos a favor de uma Educação mais aberta e abrangente ?

Respondam os entendidos. Eu volto a dizer: Estou Indignada !

Anúncios

4 respostas »

  1. Olá Profª Andrea.

    Compartilho de sua indignação! Às vezes compartilhar realmente significa perder o controle da situação!
    Cheguei a seu blog após assistir uma palestra do Prof. Sérgio no Youtube. Segui uma indicação dele.
    Parabéns por seu trabalho e continue sempre em frente com bastante ânimo!

    Abraços
    Marilene Terra

    Curtir

Meu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
Andrea Barreto

Andrea Barreto

Sou professora de Ciências e de Biologia em Escolas da Rede Municipal e Particular do Rio de Janeiro ( Brasil). Elemento de equipe da Educopédia / Rioeduca ( Secretaria Municipal de Educação - RJ)

Links Pessoais

Visualizar Perfil Completo →

Follow Dicas de Ciências on WordPress.com
%d blogueiros gostam disto: