Já escrevi sobre esse tema . Mas vou explorar mais um pouco neste post.

Sou Professora de uma escola particular no Rio de Janeiro que tem propostas ótimas. Fui aluna deste colégio e sou fruto destas propostas. Esse colégio se chama Don Quixote e pelo nome já dá para adivinhar que tipo de pessoa é formada ali: Os sonhadores, os inconformados e os que lutam contra “os moinhos de vento!”

Uma destas propostas é verticalizar. É assim:

Propomos um tema para o projeto e dividimos todos os segmentos em grupos. Cada grupo tem ao menos 2 alunos de cada ano. Então no turno da manhã, temos grupos com alunos de 6o, 7o, 8o , 9o anos e de Ensino Médio. Cada grupo tem alunos de todas as turmas.

O tema deste ano no Projeto foi Palavra de Honra. “Qual Palavra eu vou empenhar para fazer um Brasil melhor?” Isso que foi discutido e apresentando por cada grupo em forma de Jornal da TV.

A grande vantagem de uma Verticalização é trabalhar com o diferente. Os alunos de 6o e 7o anos têm que ter voz e vez como os de Ensino Médio. Os alunos de Ensino Médio aprendem que os menores têm muito o que ensinar. E essa mistura dá muito certo. No fim temos um grupo unido, trabalhando, fazendo, ousando… E é uma das estratégias para evitar o bullyng.

Veja bem: se o aluno se vê trabalhando com o menino de outra turma. Ouvindo, valorizando e respeitando este menino; ele não tem como fazer o bullyng. Como maltratar seu colega de grupo ?

Neste ano de 2010, nós tivemos excelentes resultados na verticalização. Os alunos do Colégio don Quixote empenharam a sua palavra para que esse país “mostre a sua cara”! E aprenderam a “com viver”. Aprenderam a esperar a sua vez, a respeitar o diferente, a respeitar o tempo do outro, a assumir suas limitações e a ser responsável por suas ações.

Verticalizar no fundo é ensinar ao aluno que cada um tem seu valor e que ninguém é totalmente desprovido de habilidades.

Anúncios