O Sistema Genital Feminino é constituido de : 


  • Dois ovários,
  • Duas Tubas uterinas ( ou Trompas de Falópio ),
  •  Útero,
  •  Vagina,
  • Vulva.

Também fazem parte do sistema genital feminino as glândulas mamárias, órgãos destinados à alimentação do recém-nascido, durante seus primeiros meses de vida.  

Nos ovários ocorre a produção dos ovócitos que depois de maduros serão os óvulos ( gametas femininos). No final do desenvolvimento embrionário de uma menina, ela já tem todas as células que irão transformar-se em gametas nos seus dois ovários. Os ovários também produzem os hormônios estrógeno e progesterona.

As Tubas Uterinas ou Trompas de Falópio são dois tubos que unem o ovário ao útero. Seu epitélio de revestimento é formados por células ciliadas. Os batimentos dos cílios microscópicos e os movimentos peristálticos das tubas uterinas impelem o gameta feminino até o útero.  

O Útero é um órgão oco e musculoso.situado na cavidade pélvica. É revestido internamente por um tecido vascularizado rico em glândulas – o endométrio. 

A vagina é um canal de 8 a 10 cm de comprimento, de paredes elásticas, que liga o colo do útero aos genitais externos.

Ciclo Menstrual :

Quando a menina entra na puberdade e ocorre a primeira menstruação ( menarca) a cada Mês um ovário ( geralmente) vai liberar um óvulo ( ovulação).  O ciclo menstrual na mulher é causado pela secreção alternada dos hormônios folículo-estimulante e luteinizante, pela pituitária (hipófise) anterior (adenohipófise), e dos estrogênios e progesterona, pelos ovários.  

No primeiro dia da menstruação, propriamente dita, a pituitária anterior secreta maiores quantidades de hormônio folículo-estimulante , que – com uma série de eventos- vai fazer que o ovário produza estrógeno. O endométrio começa a descamar. Lá pelo 7o dia ( mais ou menos) a descamação acaba pela ação do FSH – Hormônio Folículo Estimulante – que atinge o seu nível máximo.

Um ovócito começa então a amadurecer ( geralmente um, mais podem ser dois) e pelo 14o dia ocorre a ovulação. Isso acntece pela ação do Homônio luteinizante (LH) , que ao chegar a sua máxima concentração no 14o dia ( mais ou menos) estimula a ovulação e  também o início do espessamento do endométrio.

A alta taxa de LH estimula a formação do corpo lúteo ou amarelo no folículo ovariano. O crpo lúteo começa a produzir progesterona, com o aumento deste hormônio as taxas de  LH e FSH caem e ao final deste Ciclo corpo lúteo involui, de modo que a secreção de estrogênio e progesterona cai para níveis muito baixos. É nesse momento que a menstruação se inicia, provocada por esse súbito declínio na secreção de ambos os hormônios.

 No caso de uma fecundação,o zigoto tem igualmente a capacidade de produzir um hormônio, denominado gonadotrofina coriônica, com uma missão fundamental.  Quando o ovo recém-formado se abriga no interior do útero, lança na circulação materna este hormônio destinado a agir sobre o corpo amarelo no ovário e rigorosamente “avisá-lo” que há um ovo precisando de sua ajuda e que ele deve continuar a produção de progesterona além daqueles poucos dias de um ciclo comum.  Porque quando não há gravidez é a cessação da atividade do corpo amarelo que resulta em menstruação.  

Anúncios

Escrito por Andrea Barreto

Sou professora de Ciências e de Biologia em Escolas da Rede Municipal e Particular do Rio de Janeiro ( Brasil). Elemento de equipe da Educopédia / Rioeduca ( Secretaria Municipal de Educação - RJ)

3 comentários

  1. Olá amiga!
    Deixamos um selo pra vc em nosso blog, passa lá…

    Responder

  2. ameei esse blog !!

    Responder

  3. muito bom este site visitarei sempre que puder

    Responder

Deixe uma resposta