Skip to content

Vida Escolar e Familiar – ( Para Professores e Pais)

solidariedade.jpgSou professora e mãe. É uma mistura bem perigosa essa, porque sei que a minha profissão vai influir na minha posição de mãe diante da escola de meu filho. É mais ou menos, imagino eu, como um médico que leva o seu filho ao pediatra.  Só o modo de examinar a criança, já mostra ao especialista como é aquele profissional.

Sei que essa relação casa e escola é bem complicada. Os nossos filhos ficam bastante tempo na escola, que acaba sendo uma segunda casa. E , de diversas maneiras, tem me chegado as dúvidas de pais sobre esse assunto: Como se dá essa relação ? Até que ponto eu ( pai ou mãe ) posso ir ? O que posso ajudar sem interferir ?

Assim, estou escrevendo o que acho. É uma mistura das duas visões : de mãe e de professora. Vamos lá ?

Nós, pais , temos que participar da vida escolar de nossos filhos. Isso é um denominador comum. No entanto, vamos estabelecendo limites desta participação. Até onde ir ?

Nós , professores, temos que entender o que acontece na vida familiar do aluno. Para compreender o comportamento do menino em sala de aula. Mas também tem que haver limites. Até onde ir ?

Vida escolar e familiar são as duas faces de uma mesma moeda. Porém, na maioria das vezes é complicado ver os limites que existem aqui e ali. E estamos – pais e professores -na linha fina entre pecar por omissão ou por intromissão.

Vejo que muitos pais querem dar sugestões, que nem sempre são bem recebidas nas escolas. Também, observo os pais que dizem não terem tempo para a vida escolar do filho. Para esses últimos alerto que tenham cuidado. Por vezes, não há necessidade da sua presença física na escola. Um bom papo do tipo como foi na sua escola, o que fez, o que aprendeu,… ajuda nesta participação. Dependendo da resposta, para quem conhece bem o filho, pode-se ver que algo está errado !

E para o pai ou a mãe que está cheio de idéias e sente que nada diz funciona ? Ai vai a parte da escola que não anda boa das pernas . Nós, professores, nos colocamos dentro de um casulo às vezes. Há uma brincadeira dentro das escola que mostra esse lado e um pouco da nossa “mea culpa”; que é assim: “A gente chama os responsáveis só para dar bronca ou pedir dinheiro !” Vai lá , não é sempre assim ! Mas tem um fundinho de verdade ! Cabe à escola se abrir mais !

Se você é esse responsável ansioso por participar mais e dar um pouco de si para ajudar na vida escolar de seu filho, vá em frente ! Participe ! Porém,  voltemos a nossa pergunta inicial: Até onde eu , pai ou mãe, posso ir nas sugestões?

Conheça, de fato, a proposta pedagógica da escola de seu filho. Acredite, não é difícil de entender ! Se você colocou o seu pequenino ( eles sempre serão pequenos) em uma escola com a linha tradicional; não vá dar idéias muito alternativas. Mas se a escola é mais liberal ; não leve sugestões tradicionais.

Você colocou o seu filho naquela escola pois acredita naquele modelo de aprendizagem. Por isso , nunca tente remodelar a proposta. Por exemplo: se a proposta é ler 3 livros por bimestre, nunca peça para o seu filho ler 2. Essa é a proposta, tem algum objetivo por trás dela ! Pergunte qual é esse objetivo, mas não mude a linha pedagógica. Assim, você irá somar e ser parceiro(a) da escola do seu filho.

Em tempo: eu escrevi esse post por várias razões, mas a principal foi o post lido no blog “Desabafo de mãe . ”  Vale a pena dar uma olhada !!! Clique aqui : Desabafo de mãe.

Anúncios

4 Comments »

  1. Andréa, muito bom seu enfoque, sinto apenas que não citou o post que foi fonte de inspiração! (risos)
    Por sua visão como professora é que sempre recomendo seu blog!
    E seu Desabafo de Mãe para publicarmos no portal, sai quando?
    Abraços e parabéns!

  2. Muito obrigado, Andréa. Um link de meu blog neste seu aqui está perfeito pra mim e me deixa bastante feliz. Estou ‘linkando’ também este ao ‘Gritos Verticais’. Grande abraço!

  3. Ola Professora Andréa, gostei muito de seu blog e em especial deste post, pois você tratou de um assunto muito importante que é a participação dos pais no processo de aprendizagem é um assunto importante, polêmico e que precisa ser tratado. Parabéns pela coragem de abordá-lo.
    Sucesso. Conte comigo, se precisar de algo.
    Um forte Abraço.
    Prof. Gilson Malta

  4. Interessante o texto. Eu realmente me preocupo com a vida escolar do meu filho e fico atento a vários detalhes, um que eu acho importante nesta fase em que ele está é a merenda escolar, eu acredito que aumenta o rendimento dele na escola… o que vc acha disso??

    Leia este artigo: http://bit.ly/adTJAR

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: