Lamarck e Darwin


 

Duas teorias sobre evolução!

 

O que há em comum entre as ideias de Lamarck e Darwin ?

 darwin


 

 Ambos defendiam a evolução. A ideia de que o ser vivo é adaptado ao ambiente em que vive é comum no nosso dia-a-dia. A nossa mão tem o polegar opositor, porque ele facilita o manuseio das ferramentas.

 

Desde Grécia antiga se aceitava e se pensa no conceito do ser vivo se adaptar ao meio. Com o advento do Cristianismo, se aceitou que as espécies teriam sido criadas tal qual se parecem hoje: fixas e imutáveis.

 

Então, apareceram pensadores e cientistas dizendo o contrário: que as espécies estariam em constante mudança, em uma resposta a adaptação ao meio em que vivem.

 

Lamarck e os Pescoços das Girafas

lamarck

 

Jean Baptiste Lamarck (1744-1829) propôs que uma grande mudança no meio ambiente provocaria a necessidade das espécies mudarem. Seu exemplo mais vivo em nossas memórias seria das Girafas. Como no ambiente onde viviam as Girafas ( que tinham pescoço bem curto) , as árvores teriam somente as folhas no alto, o pescoço das girafas cresceram para que elas alcançassem as folhas mais altas. Era como se o animal tivesse a necessidade de mudar o seu órgão. O ambiente teria o poder de alterar o ser vivo, diretamente. E essa mudança passaria de geração para geração.

 

Lamarck pensou em duas leis. A Primeira Lei ficou conhecida como Uso e Desuso , que versava sobre as necessidades novas e os novos hábitos do ser vivo com a mudança no meio ambiente. Com esses novos hábitos, o ser vivo passava o usar mais um órgão, que se desenvolvia mais e menos outro, que atrofiava.

 

Na Segunda Lei , Lamarck disse que essas novas características passariam para as novas gerações- Lei da Herança dos Caracteres Adquiridos. Ou seja: nas Girafas que esticaram o pescoço para alcançar as folhas do alto das árvores, porque neste ambiente as folhas baixas secaram ( o hábito teve que mudar), o Pescoço esticado passava para a outra geração. Essa nova geração nascia já de pescoço grande !

 

Darwin e a Seleção Natural

 Darwin e evolução

Então, aparece Charles Darwin. Um sujeito tranquilo e religioso, que ficou atordoado com suas ideias. “Era como confessar um assassinato”- escreveu para um amigo. Você imagina : ele estava pensando em tudo aquilo que a religião contentava. O próprio Lamarck tinha sofrido muito por causa das suas ideias.

 

Darwin pensou o seguinte: Se havia uma População de Girafas de pescoço curto e , pela mutação das espécies, algumas tinham pescoço longo e o ambiente mudasse; aquelas que tinham o pescoço longo e conseguissem se alimentar melhor sobreviviam. As de pescoço curto morreriam de fome e não passariam a sua característica para a próxima geração. Isso aconteceria com todos os seres vivos.

 

Ele chamou isso de Seleção Natural. É como se o meio tivesse uma escolha a fazer e escolhesse os mais bem adaptados – no caso as girafas de pescoço longo- que passariam para a próxima geração aquela característica. Era o caso das mariposas na Inglaterra que eram claras e se confundiam com os troncos das árvores. Assim, os predadores não as enxergavam e não poderiam entrar no seu cardápio. Mas certamente, algumas mariposas escuras desta espécie já existiam. Com a Revolução Industrial, os troncos das árvores ficaram escuros! E o resto você pode adivinhar! No tronco escuro as mariposas escuras estavam em grande vantagem, mas as claras… babau!

Lamarck vs Darwin ( e o Pescoço das Girafas)

Lamarckismo

1 – As girafas ancestrais provavelmente tinham pescoços curtos que eram submetidos a freqüentes distensões para capacitá-las a alcançar a folhagem das árvores.

2 – Os descendentes apresentavam pescoços mais longos, que eram também esticados freqüentemente na procura de alimentos.

3 – Finalmente o contínuo esticamento do pescoço deu origem às modernas girafas. Os fatos conhecidos não sustentam esta teoria.

Darwinismo

1 – As girafas ancestrais provavelmente apresentavam pescoços de comprimentos variáveis. As variações eram hereditárias (Darwin não conseguiu explicar a origem das variações, que agora sabemos que é graças ao nosso código genético).

2 – Competição e seleção natural levaram à sobrevivência dos descendentes de pescoços longos, em detrimento dos de pescoços curtos.

3 – Finalmente apenas as girafas de pescoços longos sobreviveram à competição. Fatos conhecidos sustentam esta teoria.

Sobre estes anúncios

65 pensamentos sobre “Lamarck e Darwin

  1. Olá,eu estou estudando a Teoria do evolucionismo e este texto é mto bom.Acho que vou conseguir uma boa nota com ele…Obrigada

  2. Nossa gostei do texto,bem parecido com a explicaçao da professora de ontem a noite…dei uma olhada na net para complementar o meu raciocinio,me ajudou bastante…

  3. Muito bom, estou fazendo uma pesquisa sobre as teorias de Darwin e de Lamarck, vamos dividir a sala em dois grupos; um dos grupos defende a teoria de Darwin e o outro a de Lamarck. Esse texto ira me ajudar muito, obrigado .

  4. amei o texto ira me ajudar vamos dividir a sala em 3 grupos 1 que defende lamarck e outro que defnde darwin e o terceiro é o juis que tera que decidir quemesta certo

Meu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s